Amigos e familiares do prefeito afastado de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes, estão mobilizando uma ‘cotinha’, para pagar a fiança estipulada pelo Supremo Tribunal Federal, de R$ 522,5 mil. Prefeito interino, Segundo Santiago afirmou que o “pessoal está animado [com a soltura]”. Santiago, que é sobrinho do deputado federal Wilson Santiago, também investigado na Operação Pés de Barro, disse que João Bosco tem cinco mandatos de prefeito na cidade, é uma liderança política e tem muitos amigos na cidade.

O advogado de João Bosco disse ter ingressado com um pedido de reconsideração do valor da fiança. Mas, a informação é que os R$ 522,5 mil já teriam sido depositados em uma conta designada pela Justiça e que ele poderá ser solto a qualquer momento.

Segundo Santiago é o vice-prefeito eleito e está no comando da cidade desde a prisão de João Bosco. “Fui eleito para vice e caso ele volte para o cargo, não terei problema em voltar a ser vice”, disse. É sabido em Uiraúna que os dois não estavam se ‘bicando’ e que o rompimento era real. O prefeito interino disse que vai aguardar o desfecho do julgamento para então resolver o que fazer.

Leave a Reply

Your email address will not be published.