Secretária nacional pede expulsão de Anísio Maia

A secretária Nacional de Organização do PT, Sônia Braga, encaminhou representação à Comissão Executiva Nacional em que pede a expulsão do deputado estadual Anísio Maia e que seja aplicada a pena de cancelamento de registro de candidatura na Justiça Eleitoral.

Anísio Maia teve o nome para prefeito da Capital, nas eleições deste ano, aprovado em convenção do Diretório do PT de João Pessoa. Mal registrou a candidatura e já se iniciou uma guerra interna. A instância nacional quer o partido marchando junto com o ex-governador Ricardo Coutinho, que concorre à Prefeitura pelo PSB.

Sônia Braga também integra a Comissão Interventora do PT da Capital, aprovada pelo Diretório Nacional no dia 14 de outubro. Apesar da intervenção, Anísio Maia manteve a candidatura, já deferida, mas com recurso, pelo juiz da 64ª Zona Eleitoral, Fábio Leandro da Cunha. O caso agora está no Tribunal Superior Eleitoral.

“Ao insistir em ser candidato de si mesmo, o Deputado Estadual Anísio Maia sequestra o tempo reservado ao PT no horário eleitoral para dividir o campo progressista em João Pessoa, tornando-se instrumento da direita em João Pessoa”, diz trecho da representação encaminhada pela secretária nacional.

Ela ainda afirma que Anísio teria cometido diversas infrações éticas e disciplinares ao não acatar as decisões da instância superior do PT. “O programa veiculado sob a responsabilidade do Deputado Estadual Anísio Maia, além de utilizar o tempo do PT no horário eleitoral para atacar a direção nacional, extrapolou todos os limites ao, de forma totalmente irresponsável, utilizar a gravação de um depoimento antigo, editado e fora de contexto, para simular o apoio do presidente Lula”.

O PT, em João Pessoa, tem apenas um vereador, Marcos Henriques, e apenas um deputado estadual, que é Anísio Maia. Tem ainda um deputado federal, Frei Anastácio, que apoia Anísio. Tem apenas um prefeito eleito no Estado, Olivânio Remígio de Picuí. Há algum tempo que o partido vem reduzindo a força no Estado e corre o risco de ficar ainda menor com uma guerra interna que só depõe contra ele próprio.

Leave a Reply

Your email address will not be published.